Grupos de Estudos - Casos Clínicos

18/10/2007

Apresentado por:
Dra. Carla Basso Dequi
Dr. Antonio Sérgio Z. Marcelino

 

Quadro clínico

  • L.O., 29 anos, masculino
  • mal estar
  • náuseas
  • um episódio de hematêmese
  • dor de forte intensidade na FID
  • duração: 1 dia

 

Exame físico

  • temperatura: 37,1°C
  • abdome globoso
  • RHA + e pouco aumentado
  • DB + na fossa ilíaca direita
  • AP: hepatite C (diag. aos 10 anos)

Vesícula biliar distendida (18/08/2007)

Apêndice cecal de diâmetro aumentado, com apendicolito e densificação dos planos adiposos adjacentes (18/08/2007)

Apêndice cecal de diâmetro aumentado, não compressível ,com densificação dos planos adiposos adjacentes (18/08/2007)

Vesícula biliar: paredes espessadas e delaminadas, conteúdo anecogênico e homogêneo (18/08/2007)

Diâmetro transverso da VB nos limites superiores da normalidade (18/08/2007)

 

Conduta

  • Apendicectomia
  • AP: apendicite aguda úlcero-flegmonosa com extensas áreas de necrose transmural

 

Causas de espessamento da parede Diagnósticos diferenciais

1) Doenças primárias da vesícula biliar:

2) Envolvimento secundário:

  • Colecistite aguda
  • Colecistopatia crônica
  • Carcinoma vesicular
  • Adenomiomatose
  • Processo inflamatório extra-vesicular
  • Doença sistêmica

 

Causas de espessamento da parede Diagnósticos diferenciais

1) Doenças primárias da vesícula biliar:

2) Envolvimento secundário:

  • Colecistite aguda
  • Colecistopatia crônica
  • Carcinoma vesicular
  • Adenomiomatose
  • Processo inflamatório extra-vesicular
  • Doença sistêmica

Controle 30º PO de apendicectomia: VB de aspecto normal (18/09/2007)

 

Diagnóstico

  • Apendicite aguda associada a espessamento e delaminação das paredes da vesícula biliar

 

Discussão

  • aspectos normais da vesícula biliar:
  • paredes finas e regulares (< 3- 4 mm)
  • diâmetro transverso < 4 cm
  • fusiforme
  • conteúdo anecogênico e homogêneo

 

Colecistite aguda

  • dilatação hidrópica: > 4,0 cm
  • cálculo e bile espessa
  • espessadas / delaminadas: > 3,0 mm
  • “Murphy” sonográfico positivo
  • líquido pericolecístico
  • Vascularização ↑ ao Doppler (*)
  • alitiásica: pacientes críticos

 

Outras causas de espessamento da parede

  • colecistite Crônica
  • contração pós-prandial
  • ascite
  • hipoproteinemia
  • hepatite
  • esquistossomose
  • colecistoses
  • varizes císticas
  • necrose pós- quimioembolização
  • carcinoma
  • abscesso
  • ICC
  • insuficiência hepática
  • hepatite aguda
  • insuficiência renal
  • leucemia, Linfoma
  • mieloma
  • apendicite
  • SIDA (CMV, cripto)

 

Referências

  • Viersman ACB et al. Diffuse Gallblader Wall Thickening: Differential Diagnosis. AJR 2007; 188:495-501
  • Cerri GG. Ultra-sonografia abdominal. 2002 Revinter
  • Rumack CM et al. Tratado de ultra-sonografia diagnóstica. 1998